Parabéns, quatro campeões finais - Louisville, Kevin Ware

Divulgação completa: não prestei nem um pouco de atenção ao March Madness até a semana passada, quando meu marido, Mike, relatou os eventos do jogo Louisville-Duke. Tentando bloquear um tiro, o guarda do segundo ano Kevin Ware acertou o caminho errado em sua perna direita, resultando em uma das lesões esportivas mais horríveis já transmitida ao vivo pela televisão.

A fratura foi tão grave e a imagem tão horrível - vários centímetros de osso dentado haviam rompido a pele - alguns jogadores teriam corrido para as latas de lixo próximas para vomitar. Outros, junto com o técnico do Louisville, Rick Pitino, enxugaram as lágrimas dos olhos.

Ware lidou com o episódio com uma bravura e graça quase irreal, garantindo aos companheiros de equipe que ficaria bem ao ser retirado da quadra em uma maca. Ganhem o jogo, disse ele. Isso eles fizeram. E na noite passada, o Louisville Cardinals venceu o torneio.



O conto de fadas do basquete poderia ter terminado lindamente ali. Mas um detalhe dá mais pungência à história. Para ajudá-lo em sua longa recuperação, Ware deu as boas-vindas a um novo cão em sua vida. Ele batizou o Pit bull filhote Scar, e de acordo com o site oficial de Louisville e USA Today, o cachorro foi adotado.

Ware e Scar estão se adaptando à vida juntos de maneira bastante confortável. “Já temos uma conexão”, disse Ware na coletiva de imprensa da última quarta-feira. “Somos basicamente melhores amigos.”

Kevin Ware, adicione seu nome à lista de atletas - Torrey Smith, Jarrod Cooper, Tony La Russa , Tony Gonzalez - que realmente deu o exemplo. Os melhores votos de todos nós da DogTime.