Cães, gatos e H1N1

Até recentemente, pensava-se que o vírus H1N1 afetava principalmente as pessoas. Bem, e porcos, é claro. Mas relatos de gatos e furões que contraíram a doença estão nos livros desde abril. E agora, os especialistas dizem que até os cães podem estar em risco.

Dois casos de H1N1 canino apareceram na China e os pesquisadores acreditam que os cães pegaram o vírus de pessoas. Embora não tenha havido casos confirmados nos EUA, os resultados indicam que a transmissão de humano para canino é possível.

O bom senso ajuda muito a proteger seus animais de estimação do vírus H1N1. Alguns lembretes:



Dois

  • Cubra o nariz e a boca ao espirrar
  • Fique atento aos sintomas em seus animais de estimação: tosse, espirros, coriza, dificuldade para respirar, alterações no apetite e letargia
  • Lave as mãos regularmente
  • Limite o contato físico, especialmente em torno do rosto do seu animal de estimação, quando você estiver doente

Não é

  • Compartilhe medicamentos com seus animais de estimação
  • Deixe os cães ou gatos brincarem ou mastigarem lenços de papel usados
  • Divida sua cama com seus animais de estimação se estiver gripado

As boas notícias? A Organização Mundial da Saúde declara que as infecções pelo H1N1 em animais de estimação foram “eventos isolados e não representam riscos especiais para a saúde humana”.