Ex-voluntário preso por colocar suéteres em cães de abrigo frio

Dois cachorros sentam em um canil e farejam um humano

Yulia Khinkis já foi voluntária no Miami Dade Animal Services (MDAS), um abrigo de animais do condado. E mesmo que ela tenha sido banida do local, ela não pode deixar de mostrar seu amor pelos animais que ficam lá. Então, quando ela foi vista em um abrigo, o MDAS a prendeu por invasão de propriedade. O que ela estava fazendo lá? Ela estava colocando suéteres em cachorros frios e limpando o cocô de suas gaiolas.

Você pode estar se perguntando por que Yulia foi banida do MDAS em primeiro lugar. Pois bem, de acordo com amigos, ela ganhou a proibição por ser uma denunciante pelas práticas de abuso, negligência e eutanásia do abrigo. MDAS nega as acusações. Apesar da proibição, Yulia apareceu com cobertores, colchas e suéteres doados, e outro voluntário a ajudou a cuidar dos cães. Foi quando a equipe os cercou e disse-lhes para irem embora. A polícia foi chamada e Yulia foi presa.



Um Labrador Preto está sentado em um canil.

Se as alegações forem verdadeiras, todos os que trabalham no MDAS devem ser substituídos e novas políticas devem ser postas em prática. O abrigo é financiado por contribuintes e duvido que qualquer uma dessas pessoas aprovaria as coisas de que MDAS foi acusado. Mas mesmo que as alegações sejam falsas, é mesmo necessário mandar prender alguém apenas por cuidar de cães? Você não pode deixar as diferenças de lado quando se trata de realmente ajudar os animais? Independentemente de o MDAS ter cometido alguma irregularidade ou não, eles ainda ficam mal nesta situação.



(Foto: Ativista Animal Yilia Khinkis, recém-libertada da prisão do condado via MDAS CODE RED)

(Foto: Ativista Animal Yilia Khinkis, recém-libertada da prisão do condado via MDAS CODE RED)

O que você acha? Yulia merecia ser banida e presa por invasão? O MDAS deve ser investigado? Deixe-nos saber nos comentários abaixo.