Como saber se o seu cão está com dor e o que fazer para ajudar

bulldog triste

Alguns cães permitem que você saiba quando estão com dor de maneiras óbvias, mas outros agem de forma mais estóica. Em geral, acredita-se que os cães têm uma tolerância maior à dor do que os humanos, e alguns cães tentam esconder sua dor como um instinto natural de sobrevivência.

Muitos dos sinais de que um cão está com dor são sutis, então é mais fácil reconhecê-los se você souber o que é normal com seu animal de estimação. Estar ciente das atividades normais e do comportamento do seu cão o ajudará a reconhecer as mudanças que podem indicar dor.

Aqui estão seis sinais de que seu cão pode estar sentindo dor e o que você deve fazer a respeito.



1. Limping

Um dos sintomas mais simples de dor é a claudicação. Isso pode ser um sinal de lesão, dor na pata ou mesmo uma reação à dor associada à artrite.

Se o seu cão está relutante em subir escadas, é lento para se levantar pela manhã ou anda tenso, pode ser dor de artrite, especialmente se o seu cão for mais velho. Muitos cães sofrem de artrite , mas existem maneiras de ajudar a aliviar a dor. Pergunte ao seu veterinário sobre medicamentos e outros tratamentos.

Problemas de mobilidade e mudanças na postura também são indicadores de um problema que precisa de atenção médica.

2. Vocalização



A coisa mais próxima de falar por um cachorro é choramingar e choramingar, e um cachorro que chora de dor está tentando dizer a você que algo dói muito. Examinar cuidadosamente o corpo do seu cão pode ajudá-lo a descobrir onde está a dor.

Um cão que geralmente fala pode ficar quieto quando está com dor, por isso é importante estar familiarizado com o comportamento normal de seu cão.

Mudanças na frequência com que seu cão late, geme ou faz outras vocalizações podem ser definitivamente um sinal de que algo está errado.

3. Dor de estômago ou perda de apetite

Nem sempre é fácil reconhecer problemas de barriga em um cachorro, mas aqui estão alguns sinais:

  • Excesso de babar
  • Náusea
  • Vômito
  • Constipação
  • Diarréia

Se um cachorro está sofrendo, é menos provável que comam normalmente. Fique atento para a perda de apetite que pode indicar dor de estômago, desconforto oral ou outras condições.

Se durar mais de um dia, uma visita ao veterinário é necessária.

4. Ofegante

Cão vira-lata idoso deitado na cama do animal de estimação, ofegando

Arfar excessivo, especialmente quando acompanhado de tremores, pode ser um sinal de que seu cão está com dor.

Embora ofegar seja bastante normal para cães, você deve observar se eles ofegam em momentos estranhos ou sem motivo. Se você notar que seu cão está ofegante no meio da noite ou em um quarto com ar-condicionado, verifique se há outros sinais de dor.

A dor pode causar alterações na respiração, incluindo frequência respiratória irregular.

5. Inquietação ou mudanças nos hábitos de sono

Um cão com dor pode ficar inquieto e apresentar uma incapacidade de se sentir confortável e ficar imóvel.

Ritmo, reajustar repetidamente a posição ou subir e descer com frequência são motivos de preocupação.

Os padrões de sono também podem ser afetados. Um cão com dor pode dormir mais do que o normal ou ter dificuldade para dormir.

Mais uma vez, familiarizar-se com os comportamentos normais do seu cão o ajudará a determinar se algo está fora do comum.

6. Mudanças no comportamento e temperamento

Um violento poodle toy expressa sua indignação por ter sido perturbado para ter sua foto tirada.

A dor pode mudar o comportamento de um cão e, assim como um ser humano, um cão pode agir mal-humorado quando está com dor. Alguns cães se tornam mais agressivos e podem até morder, especialmente quando tocados em uma área que dói. É o instinto natural do animal de se proteger para evitar mais dor.

Comportamentos de evitação, como evitar o contato com pessoas e outros animais de estimação, são comuns quando um cão está com dor. Se seu cão normalmente gosta de ser tocado e de repente está fazendo movimentos para evitar seu toque, a dor pode ser a culpada. Isso às vezes é associado à depressão, letargia e embotamento mental.

Outros cães podem buscar mais atenção e agir como carentes quando sentem dor. Quaisquer mudanças radicais ou repentinas de comportamento são uma indicação clara de que seu cão precisa de atenção médica de um veterinário.

O que fazer se você suspeitar que seu cachorro está com dor



É importante evitar que seu cão sofra e que problemas menores se tornem graves. Seja gentil e não piore a dor enquanto tenta localizar a causa.

Não medicar seu cão sozinho. Os medicamentos humanos para a dor e a inflamação são perigosos e podem ser tóxicos para um animal, especialmente na dosagem errada ou quando combinados com outros medicamentos.

Há muitos motivos pelos quais o animal pode estar sentindo dor e alguns deles podem indicar um problema mais sério. Os gatilhos de dor crônica, como a artrite, podem ser bem tratados com a ajuda do seu veterinário.

Se você suspeita que seu cão está com dor, não hesite em buscar ajuda profissional de seu veterinário Imediatamente. Eles podem fazer um diagnóstico e prescrever o tratamento certo.

Essa é quase sempre uma opção melhor do que tentar tratar você mesmo a dor do cão. Se você tentar fazer isso, poderá acabar fazendo mais mal do que bem ao seu cão. Então vá ao veterinário!

Você já viu algum desses sinais quando seu cachorro estava com dor? Como você tratou seu filhote? Deixe-nos saber nos comentários abaixo!