Metoclopramida para cães: usos, dosagem e efeitos colaterais

Filhote de Golden Retriever deitado perto de uma tigela, close-up, close-up

A metoclopramida é uma droga usada para tratar náuseas, vômitos e refluxo ácido em cães, ajudando os alimentos a passarem rapidamente pelo trato digestivo superior.

Ele age aumentando a liberação de acetilcolina, o que faz com que os músculos do trato digestivo se contraiam com mais frequência e passem os alimentos e a bile acumulada no estômago. Também pode fortalecer os músculos do trato gastrointestinal superior e do esôfago.

Este medicamento só deve ser administrado a cães com receita de um veterinário e as instruções devem ser rigorosamente seguidas.



Aqui está o que você deve saber sobre os usos, dosagem e efeitos colaterais da metoclopramida para cães.

Usos da metoclopramida para cães

O cachorro Beagle está triste esperando por comida perto da tigela vazia

Os veterinários costumam usar a metoclopramida como antiemético para prevenir vômitos e náuseas em cães. É particularmente eficaz, pois a droga é capaz de cruzar a barreira hematoencefálica e bloquear a dopamina. Isso reduz a vontade de vomitar.

A náusea também é reduzida quando os músculos do trato gastrointestinal se contraem e movem o alimento acumulado e a bile para fora do estômago.

A droga trata o refluxo ácido auxiliando na digestão e fortalecendo os músculos do trato gastrointestinal superior e do esôfago, embora tenha efeito mínimo no trato digestivo inferior.

Dosagem De Metoclopramida Para Cães

medicina, cuidados com animais de estimação e conceito de pessoas - mulher segurando cachorro bassê e médico veterinário com prancheta fazendo anotações na clínica veterinária

A dosagem usual de metoclopramida para cães é de 0,1 a 0,2 mg por libra de peso corporal, administrada a cada seis a oito horas.

A droga vem em comprimidos e os cães devem tomá-la meia hora antes de comer.

Se o seu veterinário prescrever este medicamento para o seu cão, siga as orientações de dosagem estritamente e não pare de dar o medicamento ao seu cão até que o seu veterinário lhe diga para fazer isso, mesmo se os sintomas melhorarem.

Efeitos colaterais da metoclopramida em cães

bulldog inglês deitado dormindo em frente a uma tigela cheia de comida

Existem alguns efeitos colaterais da metoclopramida que foram observados em cães e, devido à capacidade da droga de atravessar a barreira hematoencefálica, alguns desses efeitos são neurológicos.

Se você notar efeitos colaterais preocupantes em seu cão, consulte o seu veterinário. Eles podem desejar ajustar a dosagem ou buscar uma forma alternativa de tratamento.

Aqui estão alguns efeitos colaterais que você pode observar em cães que tomam metoclopramida:

  • Sedação
  • Hiperatividade
  • Mudanças comportamentais
  • Constipação
  • Diarréia
  • Dor abdominal
  • Náusea
  • Tontura
  • Confusão
  • Ansiedade
  • Retenção de fluidos
  • Aumento da micção
  • Aumentado apreensões em cães epilépticos

Informe o seu veterinário sobre quaisquer outras condições médicas que seu cão possa ter, especialmente epilepsia ou outros distúrbios convulsivos, pois podem ser agravados pela metoclopramida.

Além disso, informe seu veterinário sobre quaisquer outros medicamentos que seu cão possa estar tomando, até mesmo medicamentos sem receita, porque eles podem reagir mal quando misturados com metoclopramida.

Como com qualquer outro medicamento, existe o risco de reação alérgica que pode levar à anafilaxia, uma condição potencialmente mortal. Se você observar sinais de reação alérgica em seu cão, incluindo inchaço, coceira, urticária ou outros sintomas, entre em contato com o veterinário imediatamente.

O seu cão já foi tratado com metoclopramida? Foi eficaz? Deixe-nos saber nos comentários abaixo!